Publicado em

Telemóveis Motorola com Inteligência Artificial

inteligencia-artificial-icono

Telemóveis Motorola com Inteligência Artificial: Podemos distinguir porque os seus procesadores vem com Motor de Procesamento Neuronal, siglas em ingles NPE (Neural Processing Engine)Telemóveis Motorola com Inteligência: Moto X4

Para que serve um telemóvel com Inteligência Artificial?

Atualmente gracas às  centralitas de eletrónica podemos conectar dispositivos do nosso lar como cortinas, luces, câmeras, aquecimento, monitores para bebés e dispositivos inteligentes, usando diferentes sensores de temperatura, presença, luminosidade, humidade, etc.

Agora graças à Inteligência Artificial, podemos usar todos estes datos de sensores, microfones e câmeras para treinar o nosso telemóvel. Este treino permite desenvolver as suas capacidades previsão, aprendizagem automática e inteligencia artificial.

O que é a Inteligência Artificial?

A Inteligência Artificial consiste em redes neurais dedicadas principalmente ao treino e a deduções.

  • Treino: Programadores profissionais constroem um modelo de rede neural profunda (DNN), normalmente são conjuntos de algoritmos, para resolver um problema em particular, como a classificação de objetos ou o reconhecimento de voz. Realizam o trabalho intensivo de computação e a capacidade do modelo na nuvem ou um centro de dados.
  • Deduções: Uma vez que esse modelo é de confiança, está preparado para a sua implementação em dispositivos conectados – Internet das Coisas -, que comparam os dados recebidos dos sensores, microfones e câmeras com o modelo capacitado para tomar decisões “inteligentes”. Em função dos avances nos algoritmos de software, a melhoria dos recursos proporcionam uma menor resposta de latência, menores custos de largura de banda e menores custos de armazenamento em comparação com as soluções baseadas na nuvem. Assim pode aplicar-se essa inteligência diretamente no telemóvel sem necesssidade de ser processada na nuvem.

Telemóveis Motorola com Inteligência Artificial (IA)

Lenovo Moto Z2 Play
Lenovo Moto Z2 Play permite conectar moto mods

Os seguintes telemóveis tem processadores para executar Redes Neuronais Treinadas sem necessidade de se conectarem à nuvem, por exemplo modelos de aprendizagem automatizado que vão mais além do reconhecimento de paisagens.

Moto Z2 Play a sua inteligência artificial ativa-se ao usar a câmara, ao tirar fotos, identifica códigos, emails, distingue paisagens e reconhece rostos. É capaz de ajustar a contra-luz para corrigir a luminosidade e focar melhor a imagem mesmo de noite. Também tem funções especiais para conectar módulos de ampliação tecnológica.

Moto G5S Plus tem uma inteligência especializada em diferenciar rostos, objetos e fundos. Permite-lhe manipular e alterar os fundos e as cores no momento de tirar fotografias. 

Moto X4 é igual ao Z2 Play, mas o processador é de última geração, mais rápido e pode processar tudo mais rápido e com mais detalhe. Atualmente o nosso departamento de suporte está a analisar se traz funções adicionais.

 

Tablets de Lenovo com Inteligência Artificial

O Lenovo Yoga 3 Plus, monta o mesmo processador que o Phab 2 PRO, um SnapDragon 652 da QUALCOMM especialmente desenhado para as aplicações de reconhecimento visual mais avançado. Este está capacitado para executar aplicações de inteligência artificial e especialmente de reconhecimento de rostos e objetos.

Melhores apps para Lenovo Phab 2 PRO de TANGOlenovo-phab-2-pro-utilidades-realidad-aumentada

Lenovo Phab 2 PRO graças à sua tecnologia Tango da Google foi o primeiro de todos a incluir Inteligência Artificial. A plataforma Tango, nos nossos dias, é a mais avançada em reconhecimento visual, geo-posicionamento tridimensional e a que tem mais aplicações para Realidade Aumentada. Há apps desenvolvidas para negócios, especialmente arquitectura e interiores, mas também para novos video-jogos e aprendizagem que mistura a realidade e mundos virtuais.

A Lenovo já está a incluir a tecnologia Landmark Detection nas suas atualizações de sistema com a que conseguiremos ligações diretas à Wikipedia, o reconhecimento da câmera a um de mais de 1.200 edifícios, esculturas ou paisagens adicionadas à sua base de dados.

 

Telemóveis Motorola com Inteligência Artificial (IA)

Moto ZMoto Z2Moto X4 e o Moto G5S Plus incluem no seu processador o Motor de Processamento Neuronal com siglas em inglês NPE (Neural Processing Engine), também denominadas comercialmente como “Zeroth”. Este motor permite aos processadores executar Redes Neuronais Treinadas sem necessidade de conectarem-se à nuvem, por exemplo modelos de aprendizagem automatizado que vão mais além do reconhecimento de paisagens.

Apilcações da Inteligência Artificial

Apilcações da Inteligência Artificial

A inteligência artificial abre uma grande variedade de oportunidades para audio, vídeo, e sensores analíticos que podem ser usados entre os nossos telemóveis, câmeras conectadas, centralitas eletrônicas, robots e drones.

Inteligência visual para uso pessoal, comunitário e empresarial:

  • Detenção e classificação de objetos, com seguimento de profundidade e localização
  • Resumir um video e classificar as suas cenas
  • Analisar o reconhecimento de textos e identificadores dentro do texto

Reconhecimento de Rostos

Por exemplo, o reconhecimento facial mediante DNN (Deep Neuronal Networks) poderia dar segurança melhorada à empresa se combinada com a base de dados de empregados. Outro exemplo seria usar DNN para contar pessoas e classifica-las por sexo e idade, uma grande ajuda para o comercio retalhista.

Inteligência Auditiva

  • Classificação de audio (por exemplo, um bebé a chorar, partir vidros, identificar disparos)
  • Ativação por voz e reconhecimento de colunas de audio individuais
  • Cancelamento de eco e supressão de ruído
  • Processamento de linguagem natural / reconhecimento automático de

No nossos telemóveis Motorola foi fácil entender que a duração da bateria e a conectividade são tudo. Por isso, até há pouco tempo o uso de inteligência artificial requeria que uns dispositivos moveis se conectassem via Internet a outras máquinas de maior capacidade encarregadas de processar as petições, realizar procuras e encontrar soluções.

Inteligência Artificial dentro do Dispositivo: Aprendizagem da máquina para prever as nossas necessidades

O que pretendem os novos processadores com redes neuronais (NPE o NPU) é interceder por meio desse sistema cliente-servidor para acelerar o processamento das petições desde o próprio dispositivo. Isto é conhecido como como Inteligência Artificial dentro do Dispositivo (On-Device AI). Adicionalmente, continua apoiar-se na Inteligência Artificial da Nuvem (Cloud AI) para as petições mais complicadas.

Basicamente, trata-se de preparar as tarefas mais habituais no próprio terminal móvel, eliminando a total dependência da nuvem para encontrar soluções das petições do utilizador. Além disto, graças aos processos de Aprendizagem Automatizado (Machine Learning), o terminal pode aprender de nós e das nossas necessidades para ter já previstas as nossas consultas habituais e poupar recursos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *